Portal Online Multimidia

Mesmo com 30 placas de interdição da Ponta Negra, banhistas são flagrados e retirados do local

foto: Divulgação/Implurb

Mesmo com 30 placas sinalizando a interdição da praia da Ponta Negra para banho, em razão de medidas de segurança, e de uma barreira com cerquite para impedir o acesso à área para entrada no rio Negro, desde o feriado até domingo (15), cerca de 30 pessoas foram retiradas da água pela comissão do complexo turístico.

A Prefeitura de Manaus reforça a interdição da praia para o banho, em razão da extrema vazante que atinge o Estado, em 2023. A interdição está em vigor desde o dia 2 de outubro. No último dia 13 de outubro, a cota do rio Negro estava na marca de 13,91 metros, apenas 28 centímetros de bater o recorde de vazante registrado em 2010.

A retirada dos banhistas, que se colocam em risco não atendendo aos avisos, foi feita com apoio da Guarda Municipal, com a equipe da base Oeste, no auxílio da orientação para a proibição de banho no balneário.

A decisão de interditar a praia para o banho, em razão de segurança e de prevenção contra afogamentos, ocorre devido à proximidade entre o fim do aterro perene e o leito natural do rio, que pode apresentar alterações no terreno, como buracos, desníveis e depressões.

 

Fonte: PORTAL MANAUS ALERTA